CONHEÇA NOSSA HISTÓRIA
separador.png
São mais de 20 anos realizando projetos em prol do meio ambiente.

 

Como Surgiu a JAGUATIBAIA?

    A JAGUATIBAIA teve sua origem na organização espontânea da população da região de Sousas e Joaquim Egídio, que posteriormente recebeu apoio da população de Campinas, contra a construção de uma rodovia com quatro pistas, aos moldes da Rodovia D. Pedro I, Esta rodovia cortaria a Área de Proteção Ambiental de Sousas e Joaquim Egídio, dois Subdistritos da Cidade de Campinas, SP. Saiba a história completa aqui.

 

Como funciona a JAGUATIBAIA?

   A JAGUATIBAIA possui um calendário anual, aprovado no primeiro semestre de cada ano, no qual encontram-se agendadas as datas e os locais das reuniões ordinárias que se realizam mensalmente, assim como as principais atividades que desenvolverá e/ou participará durante o ano. Sempre há a possibilidade de serem aprovadas pela diretoria, sugestões para a participação em eventos e/ou atividades que não estejam previamente agendados.

 

 

Quem participa da JAGUATIBAIA?

   A JAGUATIBAIA é composta por moradores de Sousas, Joaquim Egídio e Campinas e de outras cidades e estados do Brasil. Todos possuem em comum a vontade de “lutar em defesa das questões ambientais”, independentemente das suas posições religiosas e/ou político-partidárias. São profissionais de vários segmentos e setores da economia, donas-de-casa, estudantes, entre outros.

NOSSOS OBJETIVOS
separador.png
  • Monitoramento de indicadores ambientais (água, ar e solo) para programas de conscientização ambiental;
  • Pesquisa e elaboração de materiais didáticos para a divulgação de assuntos relacionados ao meio ambiente;
  • Educação ambiental e promoção de palestras em escolas, entidades privadas, associações comunitárias etc;
  • Realização de parcerias e pesquisas com organizações não governamentais (ONGs) e governamentais;
  • Realização de distribuição de mudas de espécies nativas e plantios para recuperação de áreas degradadas e;
  • Denúncia de danos ambientais.
ONDE ATUAMOS
separador.png
Layer-17.jpg

   Atuamos na região compreendida pelas Bacias Hidrográficas dos rios Piracicaba, Capivari e Jaguari (PCJ) e principalmente nos distritos de Sousas e Joaquim Egídio, Campinas-SP, onde se encontra a APA de Campinas.

MISSÃO
 Promover a educação ambiental para desenvolver uma maior consciência sobre a importância da proteção do meio ambiente, com destaque para os remanescentes de Mata Atlântica, visando à conservação da biodiversidade e dos recursos hídricos através de restauração ambiental.
VISÃO
    Estabelecer ações de educação ambiental e restauração florestal, se tornando um polo de produtos e ideias, captando, mobilizando e conectando diferentes atores sociais e assim, construindo as bases para o fortalecimento de um pensamento de pertencimento e cooperação.

 

VALORES
  Buscamos a transparência no modelo de gestão, a formação de uma equipe coesa, proativa, técnica, ética e incansável na busca por melhores alternativas em educação ambiental e restauração florestal.

 

PREMIAÇÃO

   Em novembro de 2012, a Jaguatibaia Associação de Proteção Ambiental foi premiada no 6º Prêmio “AÇÃO PELA ÁGUA” do CONSORCIO PCJ, pelo Programa de Educação Ambiental denominado “Da semente à muda, da muda à árvore”, desenvolvido desde 2008 no Viveiro Jaguatibaia. Concorreu com projetos financiados pela Petrobras e pelo FEHIDRO, e nesse contexto foi a 3º colocada, o que muito nos honra.

 

   O programa premiado consiste em receber alunos da rede pública municipal, estadual e de entidades assistenciais, para uma atividade de meio período. Os educandos são recebidos por monitores capacitados, que apresentam o “ciclo da água” com auxílio da Maquete Dinâmica, dando ênfase para a relação entre cobertura florestal e a recarga do lençol freático. Percorrem seis estações onde acompanham a produção de mudas nativas e sua importância para garantir os processos de restauração florestal. Realizam a semeadura de uma espécie nativa da Mata Atlântica e o plantio de uma muda as margens do Ribeirão das Cabras na APA (Área de Proteção Ambiental) de Campinas. Ao final, é apresentada a interdependência entre a cobertura florestal (as matas), a conservação da biodiversidade e a disponibilidade hídrica de uma região.

 

PREMIO2.jpg